Julio Imóveis

Encontre seu imóvel


  • Whats

  • Chat

COMO CUIDAR DA SAÚDE MENTAL?

Você sabe que precisa comer bem e se exercitar para cuidar do corpo. Mas como manter o bem-estar da mente? Tomar conta dos pensamentos e sentimentos também é fundamental para construir uma vida saudável e feliz.



Afinal do que estamos falando?



Saúde mental é o estado de bem-estar no qual a pessoa é capaz de exercer suas habilidades, lidar com as dificuldades da vida, ser produtiva e contribuir com a comunidade, segundo definição da Organização Mundial da Saúde. Se não cuidamos da mente, podemos abrir espaço para outros problemas graves – que, aliás, tem afetado muitos brasileiros. Nosso país é recordista mundial em ansiedade, que atinge 9,3% da população nacional, e está no topo do ranking latino-americano de depressão – distúrbio que impacta 5,8% dos brasileiros.



Procure um especialista



A psicoterapia está para a saúde mental assim como a atividade física está para o bem-estar do corpo. A ideia de que só “gente louca” vai ao psicólogo não faz sentido. Ao consultar um profissional, qualquer pessoa (com ou sem transtorno) pode intensificar os processos de autoconhecimento e da autotransformação para concretizar suas potencialidades e aprender a lidar com seus pontos fracos. É possível obter tratamento gratuito em faculdades de psicologia e por meio dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) do SUS.



Duvide das certezas



São 23h, você está saindo de casa, vê a rua deserta e ouve passos logo atrás. O coração dispara, os músculos, você acelera. Só depois percebe que não era uma ameaça. Situações como essa mostram que nossos pensamentos muitas vezes nos enganam. E erros assim influenciam nossos sentimentos e ações. Não podemos aceitar que tudo que passa pela nossa cabeça é, de fato, real. Examine as evidências e verifique se a sua interpretação condiz com a realidade para então responder de forma consciente e não automática.



Conecte-se consigo



Já ouviu falar em mindfulness, ou atenção plena? Significa trazer o foco para sua atenção para o aqui e agora. Pesquisas indicam que essa prática, utilizada em alguns tratamentos psicológicos, pode proporcionar uma série de benefícios. Para entender como funciona, imagine que sua mente é o céu, e que as nuvens são os pensamentos. Você pode se posicionar como um observador dos eventos mentais, inclusive dos desagradáveis, aprendendo a lidar melhor com eles. Para desenvolver a atenção plena, usa-se a meditação. 



Cuidado ao comparar-se



Não importa quão bem-sucedido você seja, sempre haverá alguém para superá-lo. Comparar-se com os outros na expectativa de sempre vencer será um jogo inevitavelmente perdido. Que tal substituir a competição pela cooperação? Nela, todos somos únicos e temos valor. Pensando assim, a comparação dá lugar à inspiração: pessoas interessantes podem ser uma referência para a gente. Sabe aquele músico que você adora? Troque o “Quero ser igual a ele” ou o “Nunca serei como ele” pelo “Quero tocar tão bem quanto ele, mas do meu jeito”.



Aprenda a perdoar



Errar e acertar são aspectos igualmente significativos da aprendizagem. Há ainda os fatores que não dependem só de nós. Por isso, evite punir-se por erros. Valorize o tempo e esforço investidos em uma tarefa mesmo que o resultado não seja exatamente o planejado. Reconhecer esse processo é ter autocompaixão. E somente perdoando a si mesmo você poderá perdoar o outro. Colocar-se no lugar dele e ter a flexibilidade de mudar os próprios conceitos também ajuda a conviver melhor consigo e com os demais.